terça-feira, 7 de julho de 2009

Assim se vê do que é feito o PSD

O tacticismo, o interesse pessoal de Santana Lopes e do PSD, levaram a que estes inviabilizassem hoje, na Assembleia Municipal com a sua abstenção, a reabilitação do parque edificado de Lisboa.
Não bastou o que fizeram de mal a Lisboa durante os seis anos em que foram governo na cidade, não bastou as dívidas acumuladas que deixaram a empreiteiros, paralisando as obras, não bastou manterem centenas de famílias afastadas das suas casas, porque a intervenção nas suas habitações parou por falta de pagamento, custando todos os anos um milhão e duzentos mil euros em arrendamentos com estas famílias aos cofres municipais.
Eu digo basta, basta porque Lisboa precisa de se afirmar, porque esta cidade tem de reabilitar a sua imagem ,as suas escolas e os bairros que se têm degradado.
A cidade de Lisboa procura hoje acertar o passo rumo a um desenvolvimento sustentável, afirmativo e propulsor de qualidade, mas também de um município capaz e organizado, sustentável e honrado.
É sobre esta Lisboa que vos escrevo, em contraponto com o interesse meramente pessoal e partidário de Santana Lopes e do PSD.

domingo, 5 de julho de 2009

Decisão acertada

Em boa hora, o PS entendeu terminar com as candidaturas simultâneas às eleições legislativas e autárquicas. Um passo muito correcto em nome da transparência e do respeito pelos compromissos assumidos com os eleitores em cada acto eleitoral.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

O PSD a preto e branco


O PSD é mesmo isto, anda para traz, para os lados, jamais para a frente, porque o progresso é coisa útil mas só para uns predestinados, brasonados e outros quejandos.

É um partido sem voz, sem chama, puramente cego mas oportunista para clamar uma política a preto e branco e vendê-la a cores.

Nada como lembrar as posições de Ferreira Leite a propósito de Santana ou mesmo do TGV e recordar sem saudade as danças de cadeiras na suposta liderança deste partido político. Quanto cinismo, quanta arrogância e calculismo.

domingo, 21 de junho de 2009

Leonor Coutinho uma grande candidata


A Leonor Coutinho, deu uma excelente entrevista à Lusa, que o SOL nos traz aqui a propósito da sua candidatura à Câmara Municipal de Cascais. É um desafio tremendo, mas a Leonor é uma mulher determinada e muito competente.

Na próxima 3.ªfeira, vai decorrer a apresentação pública da sua candidatura. Espero poder estar presente para a cumprimentar.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Carlos Candal


Falar de Carlos Candal, é lembrar um homem de carácter, uma pessoa séria e com uma imensa e pertinente acção cívica e política, sempre associados a uma gestão da ironia, ao acesso de poucos.

Presto-lhe a minha singela homenagem. Obrigado Camarada!

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Novas respostas do Estado com Vasco Vieira de Almeida

Amanhã lá estarei, para poder participar na conferência/debate com uma figura ímpar da nossa sociedade. Uma palavra ainda para o excepcional trabalho desenvolvido pela Fundação Mário Soares, mas também para a nova imagem de participação e actividade que a Fundação Inatel tem vindo a promover sob a liderança do Vitor Ramalho.

sábado, 13 de junho de 2009

Dá que pensar

"A Oposição em Portugal não tem no ADN a responsabilidade. Bloco e PCP são tão democráticos como o PS, o PSD ou o CDS, mas não estão disponíveis para governar no interesse comum".
Paulo Baldaia, director da TSF, "Jornal de Notícias", 13-06-2009

E ver que o BE e o PCP tiveram um crescimento eleitoral, dá que pensar. Interrogo-me se não andamos por vezes a gozar uns com os outros e com isso a manter uma coligação de estruturas radicais e oportunistas que formaram o Bloco, e um Partido Comunista que mantém o mesmo discurso e quase sempre as mesmas caras. A propósito, já imaginaram o Bloco sem Louça, é que eu ainda não conheci outro rosto na sua liderança.